24 de jun de 2017

Tirando um peso da...

...estante, que já estava envergando. É um prazer e uma trabalheira arrumar a coleção de quadrinhos, pena que não dá pra deixar todas as capas bonitas à mostra!








Estas foram pra outra estante!

18 de jun de 2017

Chico Bento - Arvorada (e Uma Estrelinha Chamada Mariana)

   Esta é uma postagem especial sobre uma leitura que fiz dia 15 de junho. Fiquei impressionado com a história dessa edição da coleção Graphic MSP. Nem mesmo sabia de seu lançamento, mas ao ler a edição, embora estranhando de início os traços, mergulhei no mundo de sentimentos e sensações deste conto. Sem usar os balões comuns dos quadrinhos, o autor introduz um narrador em primeira pessoa que revela histórias de Chico e sua Vó Dita, seus ensinamentos sobre a vida, calcada na beleza efêmera exibida por um Ipê-Amarelo, o valor de aproveitar o momento e ainda outras carinhosas lembranças. 




   Recomendo a leitores de todas as idades, além do belo trabalho gráfico, é uma história para ler com os filhos, irmãos, sobrinhos, alunos, o que seja, pois seu conteúdo é muito humano! Parabéns aos envolvidos no projeto, principalmente o artista Orlandeli, que ainda resgatou um momento especial, fazendo uma referência a uma historinha tocante que muitos desconhecem, publicada muito tempo atrás, que recomendo para entender melhor a edição "Arvorada". A história a que me refiro é "Uma Estrelinha Chamada Mariana", que posto a seguir. Segurem as emoções:











6 de jun de 2017

Leituras de Junho

Relendo alguns itens da coleção como o complexo e político V de Vingança (que por incrível que pareça prefiro o filme - mais fácil de digerir e visualizar a relação de personagens, o quadrinho é muito obscuro e me confunde a cabeça):


Aliás, no filme há uma fala que adoro, que inexiste no gibi:  

 "Voilá! Um humilde veterano do teatro de variedades, escalado vicariamente como vítima e vilão pelas vicissitudes do destino. Esta visão, não mera prova de vaidade, é vestígio da vox populi, hoje vazia, esvanecida.
No entanto, esta válida visitação a um valor envelhecido permanece vívida, e devotou-se a varrer esses vermes venais e virulentos da vanguarda do vício e a viciosa e voraz violação da vontade. O único veredicto é a vingança, uma vendetta, mantida como voto, não em vão, por seu valor e veracidade, que um dia vingará os vigilantes e os virtuosos. Em verdade, esta virtuosa verbosidade foi deveras vociferante. Pois deixe-me simplesmente adicionar que é muita honra para mim conhecê-la, e você pode me chamar de V".

  Releio também a enorme saga A Morte do Superman, nos encadernados de capa dura! Esta história, em seus vários capítulos, consegue depois de anos, ainda ser emocionante do início ao fim, eu desde meus 13 anos poucas vezes li uma história com uma briga tão acirrada!


 


Salvat Vermelha - Motoqueiro Fantasma - com a ótima origem de 1972, e uma história mais recente, Ciclo Vicioso (publicada anteriormente na primeira série Universo Marvel) que começa ótima (embora com pouco diálogos),  mas termina sem fechar o arco e com desenhos "nada a ver" de Richard Corben nos últimos capítulos. A arte dele não fechou com o artista que o precedeu...



Capitão América 130 - fomatinho que me faltava na sequência de revistas que tenho e comprei num sebo em pelotas, juntos com outros itens, que aos poucos vou lendo e comentando.




Coisa boa aquele canto dos gibis no sebo Icária.



Compras e empréstimos, reabastecendo a pilha de leitura!

Aquisições do mês!

Este é apenas o amigo Índio Cristiano "brincando" de desenhar com láipis e canetas bic em marcadores de páginas.


Graphics MSP - Mônica - Força: embora seja um trabalho competente, faltou um pouco de agilidade na história, muito repetitiva. Astronauta - Assimetria: com um gancho para uma continuação, mais uma vez o autor acerta e nos traz uma bela história de ficção e aventura, homenageando nos traços de alguns personagens o mestre Jack Kirby. Muito bom mesmo!




Spawn 16 - ainda descobrindo sobre seus poderes no início de sua saga, Spawn agora enfrentao Anti-Spawn, que por acaso vem a seu inimigo em outra vida... clichês e mais clichês dos anos 90, mas com divertidos desenhos e diálogos muito pobres, hehe. Um passatempo legalzinho. Detalhe no CINTO do inimigo, que coisa mais desnecessária esse símbolo de "proibido Spawn"!!! Dei muita risada vendo isto.


Os Melhores do Mundo 9 - de 1997. Bem, hããã... não tem muito o que falar da edição. História da LIga da Justiça, do Aquaman e da Mulher-Maravilha (por John Byrne). Mas não tem muito a acrescentar em nada. Esquecível edição. Desenhos legais, pronto!



 NÃO ERA VOCÊ QUE EU ESPERAVA - Muito boa esta obra autobiográfica em quadrinhos, onde o autor francês Julien Toulmé, casado com uma brasileira, conta a experiência de ter uma filha com síndrome de down. História tocante e educativa, com uma visão humana que nos aproxima de uma realidade que às vezes ignoramos. O autor também faz algumas críticas a médicos relapsos, ao sistema de saúde do Brasil e da Europa, mas também aponta qualidades do povo e da cultura brasileira, que diferente de outros países que usam termos "frios" como "deficiente", utiliza palavras mais otimistas como "criança especial" por exemplo. Recomendo.



A Paixão do Arlequim - Neil Gaiman como sempre viajando totalmente num texto mágico, romântico, poético e um pouquinho macabro... Vale o texto informativo também no final da história buscando explicar a origem das figuras teatrais e Arlequins, Colombinas e Pierrôs, que eu nunca entendi direito o que eram... A edição tem belos desenhos, que parecem colagens.



 

10 de mai de 2017

Palestras no CESVP

Nas últimas semanas, nas turmas de 8º e 7º ano do Colégio Estadual Santa Vitória do Palmar, apresentei aos meus alunos o projeto Gibiblioteca, com palestra sobre quadrinhos, sorteio de gibis, momentos de leitura em sala de aula e jogo de perguntas e respostas sobre personagens. Eis as fotos:
















5 de mai de 2017

Leituras de Maio

Coleção Histórica Marvel: Os X-Men 7 - Saga da Ninhada - Chris Claremont e Dave Cockrum - Uma das melhores coisas que já li dos heróis mutantes. Apenas sensacional!!!




Super X 16 e 17 - Raridades que consegui comprar, de 1968 e 1969, em ótimo estado de conservação. Com histórias de Namor e Hulk, com participações de Surfista Prateado e Quarteto Fantástico (aqui chamados Os Quatro Fantásticos). Primeiras aparições do Surfista no Brasil. Na edição 16 é chamado HOMEM DE PRATA. No número 17 ele é chamado de ACROBATA DO COSMOS (na capa), ACROBATA DO COSMO (sem o S, no título da história), ACROBATA AQUÁTICO (na introdução), ACROBATA DO ESPAÇO (no meio da aventura). Pessoal da Ebal bem perdido... As histórias não são lá essas coisas, com roteiro ingênuo, mas valem por seu valor histórico!



Demolidor 11 - Terminando a fase de Mark Waid, que embora tenha tido seus momentos geniais, ( e alguns meio ridículos) bagunçou toda a vida de Matt Murdock, que desta vez, fica difícil recuperar uma identidade secreta... Eu pessoalmente já estava cansado da série, lendo sem muita vontade, mesmo que a qualidade tenha se mantido, com humor e ação!


Universo Marvel 6 - continua valendo apenas pelo Surfista Prateado de Mike Allred, o resto é esquecido assim que a página é virada!





Coleção Histórica Marvel X-Men 8 - Com as primeiras histórias da fase mensal do Novos Mutantes, e mais alguns conflitos com a Ninhada. Não supera a edição anterior, mas é uma boa leitura!



Condorito - edição que ganhei do amigo Janderson. Humor simples, mas bem legal. Incrível como isso vende nos países hermanos! Só se vê isso nas bancas!



Reli a minissérie "O Reino do Demônio" , de 1998, crossover entre Marvel e Top Cow. Comprei na época pela participação do Surfista Prateado, mas depois de tantos anos, reler não foi bom para minhas memórias. Além de ter apenas 8 partes publicadas das 12 edições que englobavam a trama, os diálogos são horríveis, o humor forçado, o roteiro fraco, e os desenhos exagerados ao extremo. Claro que há alguns belos painéis, (Michael Turner desenhando sua Witchblade, por exemplo), a opção de página dupla a cada 4 ou 5 páginas com duas personagens gostosíssississimas chega a ser vergonhoso de tão apelativo!!


Eis algumas imagens:

Desenho de Michael Turner

Mais uma bela página


Escolhi a aparição menos erótica de Cyblade e Elektra

RELENDO:

Reinado Sombrio Especial: A Lista 1 e 2 - tive que adquirir em 2010 por conta da continuidade de alguns heróis que acompanhava na revista Universo Marvel, como o Justiceiro e Demolidor, e embora não me empolgasse mais com os eventos principais da Marvel, esta minissérie achei bem legal! 

 

Capitão América (ed. Abril) 133 a 145 - matando a saudade da fase escrita por Roger Stern e desenhada por John Buscema, já que me breve estarei em mãos com a edição da Salvat da Vespa, que tem a parte principal da saga "Sob Ataque" - quando a Gangue da Demolição e os Mestres do Terror dão uma surra homérica em alguns Vingadores. 







Quarteto Fantástico - O Fim, de Alan Davis-  passei um tempão anos atrás tentando completar esta minissérie, pois faltava o número 2. Com participação de vários personagens, agora estou relendo e não estou achando nada demais, mas melhor do que as mais recentes fases do grupo, que atualmente nem existe mais!